Entregas /

Performance

RTM Brasil

Uma equipe de investidores precisava analisar uma possível compra sob o olhar da inovação que gerasse aumento de usuários, fontes adicionais de faturamento e competitividade.

DESAFIO

A SuperVia, a companhia operadora de transporte ferroviário do Rio de Janeiro, estava à venda. Um dos grupos interessados na sua compra, solicitou um programa integrado de ações para os primeiros 100 dias depois da posse, caso eles ganhassem a concorrência.

SOLUÇÃO

Criou-se um grupo de trabalho com a inclusão de especialistas em Data Mining, Design Organizacional e Comunicação. Criou-se uma nova visão do empreendimento, um reposicionamento da marca, um programa integrado de ações, além de um programa de comunicação levando em conta um mapa complexo de stakeholders.

Como resultado da investigação, verificou-se a oportunidade em esboçar um programa de geração de valor para cada estação. O objetivo era a implantação de um laboratório de inovação com foco em aumento no valor da SuperVia, maior competitividade e fontes adicionais de faturamento da ferrovia. O resultado dos protótipos testados, mensurados e avaliados, serviriam para prospecção de novos investimentos.

“A b-think trouxe como diferencial a identificação da vocação de cada estação, através da Experiência do Usuário. Implementado, cada uma terá um modelo de negócios para maximizar o fluxo de clientes e o valor da operação.”
José Gustavo de Souza Costa
Investidor e ex-presidente da SuperVia e do Metrô do Rio.

Veja Também

Ambev: Freezer Brahma

Ambev: Freezer Brahma

Em época de obsolescência exponencial, o caso de uma Inovação Disruptiva que funciona há 20 anos. Em 2015, 15 mil freezers Brahma foram instalados no Rio de Janeiro.

Faculdades São Leopoldo Mandic

Faculdades São Leopoldo Mandic

A maior Escola de Odontologia particular da América Latina, tendo expandido sua atuação para medicina, desejava implementar uma associação de ex-alunos para manutenção de contato.

Carvalho Hosken

Carvalho Hosken

A realidade econômica brasileira não colaborou com a empreiteira que acreditava e investia no contínuo crescimento do Rio de Janeiro. O que fazer com os prédios já construídos?

Fale com a gente

13 + 1 =

Share This