Casos

Report da Suzano

Report foi a primeira marca de papel cortado e apresentar seu processo de fabricação inovador na embalagem e a criar uma marca de varejo no Brasil. Report, a marca do papel.

DESAFIO

Nossa equipe trabalhou com a Suzano Papel e Celulose por mais de dez anos. A primeira demanda foi uma consultoria estratégica para o varejo de papel cortado em papelarias. Na época, os três grandes fabricantes de papel não investiam em diferenciar seus produtos. Assim, tanto as papelarias como os consumidores não teriam como perceber diferenças. As embalagens eram chamadas de envoltórios pelo mercado e de pacotes pelos consumidores porque eram commodities sem graça empilhadas no chão atrás do balcão. Acostumados a atender demandas de grandes volumes B2B, as indústrias atrapalhavam-se no varejo B2C. O mercado de papel cortado ainda não era auditado pela Nielsen.

SOLUÇÃO

Nossa primeira ação foi juntar as equipes de marketing, vendas e engenharia de produção para propor um processo colaborativo conjunto. Investigou-se operação completa, do equipamento de fabricação à venda nas papelarias, passando pela logística da distribuição. Criou-se uma identidade de varejo para a marca Report, uma embalagem completamente diferenciada e uma nova forma de expor papel nas papelarias. Pela primeira vez no mercado brasileiro uma marca de papel informava aos usuários seus atributos de fabricação.

Todas as etapas foram prototipadas e checadas com pesquisas quantitativas e qualitativas. O primeiro display de papel do Brasil também foi alvo de uma pesquisa, realizada pela Enfoque, nas papelarias porque seria o primeiro dispenser a ser colocado naquele canal de vendas. Seria a primeira vez que o produto era exposto em pé, ao invés de deitado e empilhado.

RESULTADO

O primeiro resultado visível foi a aparição de uma marca que existia, mas não era percebida no ambiente poluído das papelarias. A linha de embalagem foi uma inovação no mercado e estabeleceu o benchmark das embalagens de papel cortado dali por diante. Todas as marcas concorrentes nacionais seguiram a marca Report. 

Os 200 displays iniciais de teste de mercado se transformaram em 2 mil, graças às solicitações das papelarias que não receberam o equipamento na primeira distribuição. Os distribuidores entenderam o benefício que o display acrescentou ao negócio deles.

A agência de publicidade foi acionada e lançou uma campanha nacional para “Report, a marca do papel”. 
A marca entrou na mídia nacional pela primeira vez. O projeto foi reconhecido com prêmios e edição em livro internacional.

CONTINUIDADE

Anos depois, percebeu-se que o mercado estava polarizado no fator “brancura” do papel. Investia-se energia na comunicação de atributos que só interessavam à indústria, não ao usuário das folhas de papel. Então, por que não informar o uso mais adequado de cada papel com palavras coloquiais e linguagem mais acessível ao consumidor comum? Assim, surgiu o primeiro papel MultiUso do mercado nacional, além de um novo posicionamento para a marca Report.

Ajudamos a Suzano a desenvolver inúmeras linhas de produtos, inclusive o conceito do Report Carbono Zero, um produto sustentável para os mercados nacional e internacional.

“No processo, nossos profissionais de Marketing, Vendas e Tecnologia Industrial se uniram aos fornecedores na geração de um grupo criativo e estratégico. Agradecemos aos que nos ajudaram a conduzir esse processo de forma eficaz. Esperamos que, cada vez mais, os processos de inovação e sustentabilidade se tornem uma constante no desenvolvimento de um futuro melhor.”
Carlos Aníbal Almeida
Diretor Executivo Vendas & Marketing, Suzano Papel e Celulose S.A.

Equipes no Brasil, Estados Unidos e Portugal.

Fale com a gente

11 + 15 =

Parceiros B-Think

Brand thinking

Pesquisas

Share This