Casos

ESPM: Design Thinking Lab

Quantos projetos desenvolvidos em sala de aula conseguem virar realidade? Pois o andar do design thinking da ESPM foi criado pelos alunos e construído pela própria entidade.

DESAFIO

Uma parceria entre a ESPM Rio e a d-think (antecessora da b-think) lançou um curso de design thinking, uma disciplina até então inédita na cidade. Uma das características das capacitações realizadas pelos nossos profissionais é a de abraçar contextos reais para serem trabalhados pelas equipes colaborativas. O desafio foi: partindo do princípio que ensinar não significa que alguém vai aprender, em qual ambiente de aprendizagem vocês gostariam de estar para aprender melhor?

 

SOLUÇÃO

Os participantes do curso mergulharam nos dois ciclos de divergência e convergência. Começaram a estudar como funciona o processo do aprendizado. Como funciona a nossa mente? Quais foram as experiências anteriores que deram melhores resultados? Adianta projetar uma sala somente ou um ambiente completo? Como projetar este ambiente para que possa funcionar para todos os professores, todas as disciplinas, todos os alunos?

Usou-se o próprio andar no qual o curso estava sendo desenvolvido como objeto de estudo. Diversas hipóteses foram criadas, selecionadas, fundidas para uma convergência final. O projeto foi apresentado para a diretoria da ESPM que decidiu levar seu conceito adiante, só que no novo prédio na Rua do Rosário 111. Assim, o projeto foi adaptado e construído com a assistência da turma remanescente do curso do ano anterior. Hoje, o sétimo andar é o andar do design thinking.

Equipes no Brasil, Estados Unidos e Portugal.

Fale com a gente

8 + 11 =

Parceiros B-Think

Brand thinking

Pesquisas

Share This