TEMPO EXPONENCIAL

Neste momento, você vai encontrar opiniões divergentes gritadas em voz alta sobre quase tudo. Porém, uma concordância vem aparecendo nas conversas mais díspares, a velocidade exponencial das mudanças que atropelam a vida das pessoas e seus negócios, em qualquer lugar, em todos os extratos sociais.

Poucos sentem-se à vontade nesta jornada vertiginosa. As pessoas se sentem inconfortáveis, sentadas em um carrinho que corre sobre inexistentes trilhos em uma montanha russa de transformações inesperadas e incontroláveis.

Porém, no final do dia, você deveria ter administrado seu negócio, qualquer que seja ele, para garantir o seu futuro e o da sua família. Quando o assunto é previsão do futuro, me vem a percepção do baixo índice de acerto dos economistas, dos meteorologistas e dos futurólogos de plantão. Nenhum deles ganha na loteria.

“Nossa experiência pregressa não garante o sucesso neste novo mundo”, diz Ram Charam que passou sua vida profissional dedicado aos negócios que existiam. Mas, o que aconteceu com às leis “imutáveis” do marketing? A imutabilidade falhou e as leis ficaram irrelevantes. Os modelos de negócio se reinventaram sem pedir permissão e criaram um imaginativo novo universo. O improvável surgiu em garagens de jovens irreverentes e talentosos.

Sentir a mudança do tempo é uma habilidade que pode ser cultivada. Fazemos parte de uma tribo que se exercita com a empatia, colaboração, criatividade, transdisciplinaridade e lógica humanística. Gostamos de investigar, interpretar e organizar padrões de comportamento, de criar novas hipóteses diferentes, de testar e aprender, de acompanhar um processo de implantação, de entregar coisas que não existiam antes.

Acreditamos também que inovar é transformar pessoas e ir junto com elas rumo à mudança. Para nós, isso é Business Thinking, fazer negócios que transformem o que existe. O tempo é tudo. Mas é curto e o amanhã pode e deve ser reinventado para melhor.

Rique Nitzsche